Blog rbrito


Apito na boca!

O blog rbrito já mostrou os clubes que mais tiveram pênaltis marcados a seu favor; os clubes que ainda não tiveram a oportunidade de cobrar uma penalidade máxima; os clubes que tiveram mais pênaltis contra... Neste sábado, o blog rbrito resolveu fazer diferente e desvendar o mistério: qual árbitro é o maior marcador de pênaltis no Campeonato Brasileiro 2010?

Mais no blog rbrito:
Saiba qual clube teve mais pênaltis marcados a seu favor no Brasileirão 2010!


O árbitro carioca Gutemberg de Paula Fonseca deve correr com o apito na boca. Ele é o juizão que mais marcou pênaltis no Brasileirão. Ao todo foram seis infrações dentro da área, sendo que, em duas oportunidades, ele apitou dois pênaltis no mesmo jogo. Na vitória do Atlético-GO sobre o Corinthians, Gutemberg assinalou um pênalti para cada lado. Já o Grêmio Prudente teve dois pênaltis a favor na derrota para o Santos. Paulo César e Robson erraram as duas cobranças.

Marcar duas penalidades máximas no mesmo jogo não exclusividade de Gutemberg de Paula Fonseca. A dupla de árbitros que aparece na segunda colocação também já executou esta façanha. Dos quatro pênaltis que o baiano Jailson Macedo Freitas apitou, dois foram no empate entre Atlético-PR e Guarani. Um para cada lado. Já o gaúcho Leonardo Gaciba, também dono de quatro pênaltis, assinalou um para Avai e outro para Palmeiras na vitória dos catarinenses sobre os paulistas.

A lista de três pênaltis marcados conta com três árbitros. Sandro Meira Ricci, do Distrito Federal, gosta de apitar penalidades máximas para o Corinthians. Foram duas em dois jogos diferentes. Outros 20 árbitros já apitaram pênaltis na Série A 2010. Dentre eles temos os figurões, Carlos Eugênio Simon-RS, Héber Roberto Lopes-PR, Wilson Luiz Seneme-SP, Paulo Cesar Oliveira-SP, entre tantos outros.

Já sofreu na mão deste árbitro? Já comemorou suas penalidades máximas marcadas? Participe do blog rbrito ou via www.twitter.com/rbrito1984

Confira os árbitros e seus pênaltis assinalados no Brasileirão 2010:

6 pênaltis

Gutemberg de Paula Fonseca-RJ
São Paulo 3 x 1 Grêmio (Rogério Ceni errou / 7ª rodada)
Atlético-GO 3 x 1 Corinthians (Róbston / 10ª rodada)
Atlético-GO 3 x 1 Corinthians (Chicão errou / 10ª rodada)
Grêmio Prudente 1 x 2 Santos (Paulo César errou e Robson errou / 12ª rodada)
Vitória 1 x 1 Guarani (Rômulo / 16ª rodada)

4 pênaltis
Jailson Macedo Freitas-BA
Atlético-PR 2 x 2 Guarani (Alex Mineiro / 2ª rodada)
Atlético-PR 2 x 2 Guarani (Roger / 2ª rodada)
Cruzeiro 1 x 0 Botafogo (Renato Cajá errou / 4ª rodada)
Atlético-MG 3 x 2 Atlético-GO (Diego Tardelli / 8ª rodada)

Leonardo Gaciba-RS
Cruzeiro 2 x 2 Avaí (Wellington Paulista / 2ª rodada)
Avaí 4 x 2 Palmeiras (Caio errou / 9ª rodada)
Avaí 4 x 2 Palmeiras (Kléber / 9ª rodada)
Botafogo 3 x 0 Atlético-MG (Herrera / 13ª rodada)

3 pênaltis
Marcelo de Lima Henrique-RJ

Corinthians 2 x 1 Atlético-PR (Ronaldo / 1ª rodada)
Grêmio 1 x 2 Santos (Neymar marcou um e errou outro / 16ª rodada)

Sandro Meira Ricci-DF
Corinthians 2 x 0 Internacional (Roberto Carlos / 6ª rodada)
Vitória 4 x 2 Santos (Schwenck / 14ª rodada)
Cruzeiro 1 x 0 Corinthians (Bruno César errou / 16ª rodada)

Francisco Carlos Nascimento-AL
Flamengo 3 x 1 Prudente (Vágner Love (2) / 3ª rodada)
Grêmio Prudente 1 x 2 Vasco (Nilton errou / 14ª rodada)

2 pênaltis
Claudio Mercante-PE

Atlético-PR 2 x 1 Atlético-GO (Elias / 4ª rodada)
Ceará 2 x 1 Grêmio (Fabrício errou / 15ª rodada)

Arilson Bispo da Anunciação-BA
Grêmio Prudente 2 x 0 Grêmio (Paulo César errou / 9ª rodada)
Vasco 2 x 0 Atlético-GO (Róbston errou / 11ª rodada)

Evandro Rogério Roman-Fifa-PR

Goiás 1 x 2 Grêmio Prudente (Romerito errou / 15ª rodada)
Palmeiras 0 x 3 Atlético-GO (Elias / 16ª rodada)

Djalma José Beltrami Teixeira-RJ
Guarani 4 x 1 Avaí (Vandinho errou um e Robinho marcou outro / 13ª rodada)

Paulo Cesar Oliveira-SP (Fifa)
Ceará 1 x 0 Fluminense (Geraldo / 1ª rodada)
Atlético-GO 0 x 1 Flamengo (Petkovic / 9ª rodada)

Nielsen Nogueira Dias-PE
Goiás 2 x 1 São Paulo (Bernardo / 6ª rodada)
Vasco 3 x 1 Atlético-PR (Nunes / 9ª rodada)

Ricardo Marques Ribeiro-MG
Santos 1 x 1  Ceará (Neymar marcou um e errou outro / 2ª rodada)

Heber Roberto Lopes-PR
Vasco 3 x 2 Internacional (Phillipe Coutinho / 4ª rodada)
Santos 2 x 0 Atlético-MG (Neymar / 15ª rodada)

1 pênalti
André Luiz de Freitas Castro-GO

Atlético-GO 1 x 3 Goiás (Elias / 5ª rodada)

Carlos Eugenio Simon-RS (FIFA)

Botafogo 1 x 1 Vasco (Herrera / 5ª rodada)

Wilton Pereira Sampaio-DF
Corinthians 1 x 0 Atlético-MG (Chicão errou / 9ª rodada)

Wilson Luis Seneme-SP
Internacional 1 x 2 Cruzeiro (Kléber / 1ª rodada)

Wagner Reway-MT

Flamengo 1 x 0 Ceará (Petkovic / 14ª rodada)

Paulo Godoy Bezerra-SC
Grêmio Prudente 4 x 0 Atlético-MG (Henrique Dias / 2ª rodada)

Luiz Flávio de Oliveira-SP
Guarani 1 x 0 Prudente (Roger / 7ª rodada)

Wallace Nascimento Valente-ES

Goiás 2 x 3 Internacional (Walter / 2ª rodada)

Alício Pena Junior-MG
Internacional 2 x 1 Ceará (Alecsandro / 9ª rodada)

Péricles Bassols-RJ
Palmeiras 1 x 0 Vitória (Robert errou / 1ª rodada)

Marcelo Aparecido de Souza-SP
São Paulo 1 x 0 Palmeiras (Ewerthon errou / 4ª rodada)

José de Caldas Souza-DF
Santos 4 x 0 Vasco (André / 7ª rodada)



 Escrito por rbrito às 00h14 [] [envie esta mensagem] []






Mestres!

Sempre inovando, pensando no diferente e com pautas que fogem do dia-a-dia do futebol, o blog rbrito apresenta, nesta sexta-feira, mais uma criação sua. Depois do bem sucedido ranking por aproveitamento dos 100 clubes do Brasil (Veja a matéria aqui!), o blog rbrito fez o levantamento dos técnicos do Campeonato Brasileiro.

O blog rbrito contabilizou os dados apenas dos 20 atuais treinadores da Série A. E aqueles comandantes que dirigiram mais de um time no Brasileirão 2010 tiveram seus números agrupados, como é o caso de Adilson Batista, hoje no Corinthians, mas que começou o Brasileirão no Cruzeiro; Paulo César Gusmão, ex-Ceará e hoje Vasco da Gama, entre outros.

Tricampeão Brasileiro pelo São Paulo e atual líder da Série A com o Fluminense, Muricy Ramalho também está no topo da lista dos comandantes da elite. O treinador rabugento tem o mesmo aproveitamento de seu clube, 75% - são 11 vitórias, três empates e duas derrotas. Mas Muricy Ramalho perde em um quesito para o segundo colocado.

Paulo César Gusmão é o único técnico na Edição 2010 da Série A que ainda não perdeu. O pupilo de Vanderlei Luxemburgo começou o Brasileirão no Ceará e durante a Copa do Mundo se transferiu para o Vasco da Gama. Já são nove vitórias e sete empates, aproveitamento de 70,8%. Se PC Gusmão fosse um clube, ele estaria na segunda colocação, com 34 pontos, dois a menos que o Tricolor carioca.

Fechando o pódio, de mais este ranking do blog rbrito, temos Cuca, atual treinador do Cruzeiro. Muito criticado no passado, Cuca assumiu a Raposa após a saída de Adilson Batista, com a eliminação na Libertadores. Neste período, Cuca conquistou quatro vitórias, três empates e apenas duas derrotas. Aproveitamento de 59,2%.

Figurões!
A parte inferior da tabela é bastante surpreendente. Temos ali nomes de peso e com conquistas de respeito no currículo. Pentacampeão Mundial com a Seleção Brasileira, em 2002, Luiz Felipe Scolari está na vergonhosa 17ª colocação, com apenas 33,3%. Pior que ele está Vanderlei Luxemburgo.

O homem do terno e tido com um dos melhores técnicos do Brasil ocupa a modesta 18ª posição, com apenas 29,2%. Luxa é o técnico que mais sofreu derrotas no Brasileirão - dez ao todo. Já Emerson Leão é o penúltimo colocado com aproveitamento pífio de 27,1%.

Se estas posições são ocupadas por figurões da bola, a lanterna está com um técnico da nova geração, que ainda nem saiu do ovo. Sérgio Baresi pegou uma bucha de canhão após a demissão de Ricardo Gomes. No São Paulo, de forma interina, Baresi conquistou apenas dois empates e um derrota. O aproveitamento do técnico sem vitória é de 22,2%.

O post foi feito antes das demissões de Emerson Leão no Goiás e Rogério Lourenço no Flamengo.

Está contente com seu técnico? Opine no blog rbrito ou via www.twitter.com/rbrito1984

Confira o ranking dos técnicos no Brasileirão 2010:

1 - Muricy Ramalho (Fluminense)

11 vitórias, 3 empates e 2 derrotas - 75%

2 - Paulo César Gusmão (Vasco)
9 vitórias e 7 empates - 70,8%

3 - Cuca (Cruzeiro)
4 vitórias, 3 empates e 2 derrotas - 59,2%

4 - Antônio Carlos (Prudente)
2 vitórias, 1 empate e 1 derrota – 58,3%

5 - Joel Santana (Botafogo)
7 vitórias, 6 empates e 3 derrotas - 56,2%

6 - Celso Roth (Internacional)
6 vitórias, 3empates e 4 derrotas - 53,8%

7 - Dorival Junior (Santos)

7 vitórias, 3 empates e 5 derrotas - 53,3%

8 - Antônio Lopes (Avaí)
4 vitórias, 2 empates e 3 derrotas - 51,8%

9 - Paulo Cezar Carpegiani (Atlético-PR)
5 vitórias, 1 empate e 5 derrotas - 48,4%

10 - Adilson Batista (Corinthians)
4 vitórias, 4 empates e 3 derrotas - 48,4%

11 - Toninho Cecílio (Vitória)
5 vitórias, 6 empates e 4 derrotas - 46,6%

12 - Rogério Lourenço (Flamengo)
5 vitórias, 6 empates e 5 derrotas - 43,8%

13 - Vágner Mancini (Guarani)
4 vitórias, 8 empates e 4 derrotas - 41,7%

14 - Mário Sérgio (Ceará)
1 vitória e 2 derrotas - 33,3%

15 - Renato Gaúcho (Grêmio)
1 vitória e 2 derrotas - 33,3%

16 - Renê Simões (Atlético-GO)
1 vitória, 2 empates e 1 derrota - 33,3%

17 - Luiz Felipe Scolari (Palmeiras)
1 vitória, 5 empates e 2 derrota - 33,3%

18 - Vanderlei Luxemburgo (Atlético-MG)
4 vitórias, 2 empates e 10 derrotas - 29,2%

19 - Emerson Leão (Goiás)
3 vitórias, 4 empates e 9 derrotas - 27,1%

20 - Sérgio Baresi (São Paulo)
2 empates e 1 derrota - 22,2%



 Escrito por rbrito às 10h49 [] [envie esta mensagem] []






Trampolim!

O blog rbrito esperou afunilar o Campeonato Brasileiro das Séries A, B, C e D para analisar aqueles clubes que subiram e caíram nestas divisões na temporada 2009. Vamos falar do desempenho atual de Vasco, Guarani, Ceará, Atlético-GO, Coritiba, Santo André, Náutico, Sport, América-MG, ASA, Guaratinguetá, Icasa, Juventude, Fortaleza, Campinense, ABC, São Raimundo, Macaé, Chapecoense, Alecrim, Marcílio Dias, Confiança, Mixto e Sampaio Corrêa.

O saldo é positivo para a maioria dos clubes que subiram da Série B para a elite. A grande surpresa é o Ceará. Apesar da recente queda, o Vovô segue na briga por uma vaga na Copa Sul-americana. Sem falar, que algumas rodadas antes, o Ceará figurava entre os três melhores. Vasco e Guarani também fazem campanhas boas.

O time carioca, que melhorou com a chegada do técnico PC Gusmão, é o nono colocado, enquanto o Bugre está na 14ª colocação. A única decepção é o Atlético-GO. O Dragão amarga a lanterna e corre sérios riscos de rebaixamento. Nem seu ponto forte, os jogos em casa, tem ajudado o clube goiano.

Quem diria...
O que vale para os clubes da Série A, não tem o mesmo valor para os times da Série B. O Sport, por exemplo, está mais bem colocado que o Guarani, na 13ª colocação, mas não faz boa campanha. O time pernambucano foi rebaixado no ano passado e era um dos favoritos ao acesso. Veja seu rival, o Náutico, no oitavo lugar e sempre brigando pelo GA.

Enquanto isso, daqueles clubes rebaixados da Série A em 2009, o Coritiba é quem faz mais sucesso. O Coxa está na vice-liderança a um ponto do topo e tem tudo para conseguir voltar a elite. Por outro lado, o Santo André, na zona do rebaixamento, se não acordar, terá a segunda degola em dois anos.

A situação dos clubes que subiram da Série C é um pouco melhor. Todos brigam pelo acesso. O América-MG, campeão da Terceirona em 2009, é o clube que está mais bem colocado (7º lugar). O time mineiro é seguido pelo Guaratinguetá (9º), ASA-AL (10º) e Icasa-CE (11º), distante do G4 por apenas sete pontos.

Em alta!

Na Série C, a boa fase está com Fortaleza e ABC. Os dois clubes estão bem próximos da classificação. O Tricolor cearense está na vice-liderança de seu grupo, enquanto o ABC lidera a sua chave. Por outro lado, Juventude e Campinense, que também caíram da Série B em 2009, decepcionam. O time gaúcho é o lanterna de seu grupo e ainda não venceu. Só um milagre o classifica à próxima fase. Mesma situação do Campinense, penúltimo colocado de seu grupo.

E assim como na Série B, os clubes que ascenderam dão show de bola. Macaé e Chapecoense lideram seus grupos e o Alecrim está na segunda colocação, também com boas chances de classificação. Apenas o primeiro campeão da Série D, São Raimundo está em situação complicada e pode não se classificar.

Metade!
Daqueles clubes rebaixados na Série C em 2009, apenas Sampaio Corrêa-MA e Mixto-MT seguem na briga pelo acesso. Confiança-SE e Marcílio Dias-SC pisaram na bola e já foram eliminados. Na segunda fase da Série D, o Sampaio vai enfrentar o CSA-AL e o Mixto pega o América-AM.

Saldo!
Deste levantamento feito pelo blog rbrito, o resultado final é que 16 clubes, independentemente se subiram ou caíram em 2009, estão bem colocados e brigando pelo acesso. Enquanto isso, oito estão em situação complicada. Ou já foram eliminados, casos de Confiança e Marcílio Dias, ou lutam desesperadamente contra a degola.

Participe do blog rbrito com sugestões de posts, críticas e opinião! Faça parte da Seleção de Craques do www.twitter.com/rbrito1984

Confira os clubes que subiram e caíram nas Séries A, B, C e D do Brasileirão 2009:

Caíram da Série A 2009:

Coritiba-PR
Santo André-SP
Náutico-PE
Sport-PE

Subiram da Série B 2009:
Vasco-RJ
Guarani-SP
Ceará-CE
Atlético-GO

Caíram da Série B 2009:
Juventude-RS
Fortaleza-CE
Campinense-PB
ABC-RN

Subiram da Série C 2009:
América-MG
ASA-AL
Guaratinguetá-SP
Icasa-CE

Caíram da Série C 2009:
Marcílio Dias-SC
Confiança-SE
Mixto-MT
Sampaio Corrêa-MA

Subiram da Série D 2009:
São Raimundo-PA
Macaé-RJ
Chapecoense-SC
Alecrim-RN



 Escrito por rbrito às 18h25 [] [envie esta mensagem] []






Queridinho!

Se derrubar é pênalti! Este chavão do futebol encaixa muito bem no time do Santos durante a disputa do Campeonato Brasileiro. O Peixe assumiu a liderança no ranking de pênaltis marcados a favor, como mostra o blog rbrito nesta quinta-feira. O time da Vila Belmiro virou "queridinho" dos juízes.

Em 15 jogos, uma vez que o Santos ainda não disputou o duelo com o Internacional, o time de Dorival Junior “ganhou” seis penalidades máximas dos árbitros. As últimas duas foram marcadas durante a vitória, por 2 a 1, sobre o Grêmio, em pleno Estádio Olímpico, em Porto Alegre, pela 16ª rodada da Série A. Neymar bateu as duas cobranças e obteve 50% de aproveitamento, graças a uma defesaça de Victor, camisa 1 tricolor.

Aliás, Neymar já havia errado um pênalti na segunda rodada durante o empate, por 1 a 1, com o Ceará. Mas o garoto prodígio não está sozinho. O zagueiro do Corinthians, Chicão, e o lateral do Grêmio Prudente, Paulo César, também já erraram duas cobranças.

E são justamente Corinthians e Prudente os dois clubes que mais perderam penalidades máximas no Brasileirão. A dupla paulista já acabou com o sonho de seus torcedores em três oportunidades. A última bobeira do Corinthians aconteceu nesta quarta-feira, quando Bruno César chutou o pênalti fraco e no meio. Fábio, goleiro do Cruzeiro, que não tinha nada a ver com isso, pegou e garantiu a vitória azul, por 1 a 0.

Fluminense e Grêmio seguem como os únicos clubes a não terem pênaltis marcados a favor. Se o Santos é o "queridinho" dos juízes, cariocas e gaúchos não devem agradar nem um pouco. O levantamento do blog rbrito não leva em conta a polêmica se foi ou não pênalti. Isso fica restrito a opinião de vocês, torcedores-internautas?

O que achou destes números? Muitos pênaltis? Seu time está sendo prejudicado? Participe do blog rbrito ou via www.twitter.com/rbrito1984

Confira TODOS os pênaltis marcados no Brasileirão 2010:

ATLÉTICO-GO


Atlético-PR 2 x 1 Atlético-GO (Elias / 4ª rodada)
Atlético-GO 1 x 3 Goiás (Elias / 5ª rodada)
Atlético-GO 3 x 1 Corinthians (Róbston / 10ª rodada)
Vasco 2 x 0 Atlético-GO (Róbston errou / 11ª rodada)

ATLÉTICO-MG

Atlético-MG 3 x 2 Atlético-GO (Diego Tardelli / 8ª rodada)

ATLÉTICO-PR

Atlético-PR 2 x 2 Guarani (Alex Mineiro / 2ª rodada)

AVAÍ

Avaí 4 x 2 Palmeiras (Caio errou / 9ª rodada)
Guarani 4 x 1 Avaí (Vandinho errou um e Robinho marcou outro / 13ª rodada)

BOTAFOGO

Cruzeiro 1 x 0 Botafogo (Renato Cajá errou / 4ª rodada)
Botafogo 1 x 1 Vasco (Herrera / 5ª rodada)
Botafogo 3 x 0 Atlético-MG (Herrera / 13ª rodada)

CEARÁ

Ceará 1 x 0 Fluminense (Geraldo / 1ª rodada)
Ceará 2 x 1 Grêmio (Fabrício errou / 15ª rodada)

CORINTHIANS

Corinthians 2 x 1 Atlético-PR (Ronaldo / 1ª rodada)
Corinthians 2 x 0 Internacional (Roberto Carlos / 6ª rodada)
Corinthians 1 x 0 Atlético-MG (Chicão errou / 9ª rodada)
Atlético-GO 3 x 1 Corinthians (Chicão errou / 10ª rodada)
Cruzeiro 1 x 0 Corinthians (Bruno César errou / 16ª rodada)

CRUZEIRO

Internacional 1 x 2 Cruzeiro (Kléber / 1ª rodada)
Cruzeiro 2 x 2 Avaí (Wellington Paulista / 2ª rodada)

FLAMENGO

Flamengo 3 x 1 Prudente (Vágner Love (2) / 3ª rodada)
Atlético-GO 0 x 1 Flamengo (Petkovic / 9ª rodada)
Flamengo 1 x 0 Ceará (Petkovic / 14ª rodada)

GOIÁS

Goiás 2 x 1 São Paulo (Bernardo / 6ª rodada)
Goiás 1 x 2 Grêmio Prudente (Romerito errou / 15ª rodada)

GRÊMIO PRUDENTE

Grêmio Prudente 4 x 0 Atlético-MG (Henrique Dias / 2ª rodada)
Grêmio Prudente 2 x 0 Grêmio (Paulo César errou / 9ª rodada)
Grêmio Prudente 1 x 2 Santos (Paulo César errou e Robson errou / 12ª 
rodada)

GUARANI

Atlético-PR 2 x 2 Guarani (Roger / 2ª rodada)
Guarani 1 x 0 Prudente (Roger / 7ª rodada)

INTERNACIONAL

Goiás 2 x 3 Internacional (Walter / 2ª rodada)
Internacional 2 x 1 Ceará (Alecsandro / 9ª rodada)

PALMEIRAS

Palmeiras 1 x 0 Vitória (Robert errou / 1ª rodada)
São Paulo 1 x 0 Palmeiras (Ewerthon errou / 4ª rodada)
Avaí 4 x 2 Palmeiras (Kléber / 9ª rodada)

SANTOS

Santos 1 x 1  Ceará (Neymar marcou um e errou outro / 2ª rodada)
Santos 4 x 0 Vasco (André / 7ª rodada)
Santos 2 x 0 Atlético-MG (Neymar / 15ª rodada)
Grêmio 1 x 2 Santos (Neymar marcou um e errou outro / 16ª rodada)

SÃO PAULO

São Paulo 3 x 1 Grêmio (Rogério Ceni errou / 7ª rodada)

VASCO

Vasco 3 x 2 Internacional (Phillipe Coutinho / 4ª rodada)
Vasco 3 x 1 Atlético-PR (Nunes / 9ª rodada)
Grêmio Prudente 1 x 2 Vasco (Nilton errou / 14ª rodada)

VITÓRIA
Vitória 4 x 2 Santos (Schwenck / 14ª rodada)



 Escrito por rbrito às 10h31 [] [envie esta mensagem] []






Funil!

A Série D do Campeonato Brasileiro começou com 40 clubes espalhados por quase todos os 27 Estados – apenas Roraima e Goiás ficaram sem representantes na Edição 2010. Após o término da primeira fase, o número de clubes e Estados caiu drasticamente, como mostra o blog rbrito, nesta quarta-feira.

Agora, são 20 clubes brigando pelo acesso. Desta fase em diante, os clubes se enfrentam em mata-mata, com jogos de ida e volta. Gol fora de casa “vale dois”, como na Copa do Brasil. Os quatro semifinalistas conquistam o direito de disputar a Série C do ano que vem.

Em relação aos Estados, apenas 17 ainda contam com representantes. São eles: PR, SC, PE, CE, MA, AL, TO, PB, BA, DF, MG, ES, RJ, SC, MT, PA e AM. O Estado de São Paulo, o mais rico do Brasil, já não tem mais nenhum clube na briga pelo acesso. Botafogo e Oeste caíram na primeira fase e amargaram a lanterna de seus grupos.

Em compensação, os Estados do Paraná (Iraty e Operário), Santa Catarina (Joinville e Metropolitano), Minas Gerais (Tupi e Uberaba) e Mato Grosso (Vila Aurora e Mixto) ainda têm dois representantes. Apenas os mineiros, porém, já vão ficar sem um clube na próxima fase, uma vez que Tupi e Uberaba se enfrentam em um dos mata-matas.

Favoritos!
Daqueles clubes rebaixados na Série C em 2009, apenas Sampaio Corrêa-MA e Mixto-MT seguem na briga pelo acesso. Confiança-SE e Marcílio Dias-SC pisaram na bola e já foram eliminados. Além de maranhenses e matogrossenses, os outros dois clubes favoritos ao acesso são Remo e Santa Cruz.

O Tricolor pernambucano faz sua melhor campanha na Série D, já que na temporada passada caiu na primeira fase. Mas em 2010, o Santa voltou a jogar bem e, sempre com o apoio de sua torcida, é favorito. O Remo também conta com seus torcedores para subir e seguir na cola do Paysandu, hoje na Série C e brigando pelo acesso à Série B. (Veja o post sobre as médias de público!)

Lembra?
A primeira edição da Série D aconteceu na temporada 2009. O São Raimundo-PA foi o grande campeão. O time do Pará também conseguiu o acesso à Série C, assim como Macaé-RJ, Chapecoense-SC e Alecrim-RN.

Seu time ainda está na briga pelo acesso na Série D? Opine no blog rbrito ou via www.twitter.com/rbrito1984

Confira os jogos e horários:


Jogos de ida - 05/09
15 horas

Iraty-PR x Joinville-SC

16 horas
Santa Cruz-PE x Guarany-CE
Sampaio Corrêa-MA x CSA-AL
Araguaína-TO x Treze-PB
Fluminense-BA x Brasília-DF
Tupi-MG x Uberaba-MG
Rio Branco-ES x Madureira-RJ
Operário-PR x Metropolitano-SC

17 horas
Vila Aurora-MT x Remo-PA
América-AM x Mixto-MT

Jogos de volta - 12/09
15 horas

Madureira-RJ x Rio Branco-ES

16 horas
Metropolitano-SC x Operário-PR
Joinville-SC x Iraty-PR
Uberaba-MG x Tupi-MG
Brasília-DF x Fluminense-BA
Treze-PB x Araguaína-TO
CSA-AL x Sampaio Corrêa-MA
Guarany-CE x Santa Cruz-PE

17 horas
Mixto-MT x América-AM
Remo-PA x Vila Aurora-MT



 Escrito por rbrito às 18h10 [] [envie esta mensagem] []






Exemplo!

O ranking de público pagante das Séries A, B, C e D do Campeonato Brasileiro chega mais cedo nesta semana no blog rbrito, que, como sempre, contou com a ajuda do torcedor-internauta Marcos Neves. Os públicos pagantes dos jogos, desta terça-feira, da Série B ainda não foram contabilizados. Mas o destaque deste post é um time da Série D, o Santa Cruz e sua apaixonada torcida.

O Tricolor pernambucano fez muito mais do que se classificar à segunda fase da competição. O Santa Cruz ultrapassou o Ceará no ranking geral e, agora, está na terceira colocação com média de 23.359 pagantes. O time pernambucano só perde para o líder Fluminense (27.735) e para o Corinthians, segundo colocado (25.314).



Mas a façanha desta apaixonada torcida vai além. Em apenas três em casa, o Santa Cruz conseguiu um público total de 70.076. Número superior aos líderes das Séries A, B e C. Para se ter uma ideia, o Fluminense, primeiro colocado no ranking geral tem um público total nos três primeiros jogos em casa de "apenas" 54.533 pagantes. O Corinthians foi um pouco melhor (65.103), mas mesmo assim ficou atrás do Santa Cruz.



O Bahia, líder da Série B e 11º colocado no ranking geral, teve um público total nos três primeiros jogos de 62.706. Por fim, o Fortaleza, líder da Série C e décimo colocado no ranking geral, só fez dois jogos em casa, mas não deve ultrapassar o Santa Cruz. O total do Tricolor cearense é de 30.012 pagantes.



A Série A continua dando show de média de público. Em 149 jogos, o Brasileirão teve um total de 2.113.272 pagantes e uma média de 14.183. Por outro lado, a Série B decepciona e perde a disputa para a Série C. A Terceirona tem média de 4.506 pagantes. O público total após 48 jogos é de 216.292.

Já a Série B, em 149 jogos tem média modesta de 3.824 pagantes e público total de 569.779. Por fim, a Série D segue na lanterna, mesmo com o público extraordinário do Santa Cruz. Em 115 jogos, a Série D tem média de apenas 2.218 pagantes e total de 255.032.



Os números em azul ainda não foram confirmados pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). E os números em vermelho ainda não foram disponibilizados pela entidade. Na última rodada o Vilhena-RO ganhou do Náuas-AC por W.O., por isso, não teve público neste jogo.

Você é torcedor do Santa Cruz? Vai ao estádio? Mande seus vídeos! Participe do blog rbrito ou via www.twitter.com/rbrito1984



 Escrito por rbrito às 12h40 [] [envie esta mensagem] []






Tá pago!

O torcedor-internauta Taymom cobrou com razão, na semana passada, a falta de alguns públicos no ranking da Segundona do Campeonato Paulista no blog rbrito. Agora, que a Federação Paulista de Futebol (FPF) atualizou os seus dados, o blog rbrito, sempre com a ajuda do torcedor-internauta Marcos Neves, apresenta as médias de públicos pagantes.

A Internacional de Limeira, time de Taymom, é a grande sensação desta semana. Campeã Paulista em 1986, a Inter teve o melhor público da última rodada. Durante a vitória, por 2 a 1, sobre o Jaguariúna, o time levou 1.081 pagantes. Este bom número fez o clube de Limeira ganhar uma posição no ranking – de quinto pulou para quarto lugar, com média de 750 torcedores.

O Guaçuano foi outro clube que se deu bem. No triunfo, por 1 a 0, sobre o Olé Brasil, o time de Mogi Guaçu levou ao Camachão 820 pagantes e de quebra deixou o Américo Brasiliense para trás. Agora, o Guaçuano está na vice-liderança com média de 772. A liderança ainda é da Votuporanguense (2.012).

O interessante na quarta rodada da segunda fase é que apenas um público foi abaixo dos 100 pagantes, o que é fato raro na competição. E quem passou vexame foi o Taboão da Serra, como sempre. Lanterna do ranking, com média miserável de 38 pagantes, o Taboão levou apenas 36 torcedores no empate, por 2 a 2, com o Primeira Camisa.

Na média geral da Segundona Paulista são 345 jogos com um público total de 91.614 torcedores e média bem modesta de 266 pagantes.

A FPF ainda não divulgou três públicos da Segundona Paulista. No dia 13 de junho, o Primavera empatou sem gols com o Elosport, mas não se sabe quantos torcedores estiveram no estádio. A situação é mesma no dia 25 de julho, na derrota do Primavera, por 2 a 1, para o Jaguariúna. Também pela primeira fase, o Olé Brasil não teve um público divulgado. No dia 12 de junho, o time de Ribeirão Preto empatou sem gols com o Américo Brasiliense.

Faça como o Taymom e participe do blog rbrito ou pelo twitter (www.twitter.com/rbrito1984).




 Escrito por rbrito às 17h39 [] [envie esta mensagem] []






Macaquina Mortífera!

O blog rbrito pediu, através do twitter (@rbrito1984), sugestões para posts desta terça-feira. Carol Pimentel, minha grande amiga, jornalista que entende muito de futebol e apaixonada pela Ponte Preta, solicitou um post especial sobre a boa fase da Macaquinha na Série B do Campeonato Brasileiro. Como ela não pede, manda, o blog rbrito atendeu e aqui está o post especial sobre a alvinegra de Campinas.

Este post não poderia vir em melhor hora. Aliás, este especial será uma continuação do post “A solução” que entrou no ar na última segunda-feira (Veja a matéria aqui!). Na oportunidade falamos de quatro times que ostentam grandes invencibilidades no Brasileirão. Deste quarteto, apenas Fluminense e Vasco não perdem desde que a Série A voltou após a Copa do Mundo.

Mas tricolores e cruzmaltinos não estão sozinhos. A Ponte Preta também faz parte desta seleta lista. A Macaquina Mortífera, apelido que ganhou durante o vice-campeonato Paulista em 2008, ostenta seis vitórias (3 a 0 sobre o América-RN, 2 a 0 sobre o Bragantino e Santo André, 2 a 1 sobre o Vila Nova, 1 a 0 sobre o Duque de Caxias e Portuguesa) e dois empates (1 a 1 com o Sport e com o Ipatinga). O último tropeço alvinegro foi no longínquo 5 de junho, pela sétima rodada, na derrota para o Figueirense, por 2 a 1.

Outra informação importante é que desde 1979, a Ponte Preta não consegue seis vitórias consecutivas. Caso vença o Náutico, nesta terça-feira, às 21 horas, no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, a Macaca irá igualar este recorde.

A última vez que a Ponte conseguiu essa marca foi a 31 anos atrás, quando acabou conquistando o vice-campeonato Paulista. Na época, o time venceu: Corinthians (1 a 0), Botafogo (2 a 0), São Paulo (2 a 1), América (2 a 0), Guarani (2 a 1 e 1 a 0). (Com informações do site Futebol Interior).

Campanha atual!
Na Série B 2010, a Macaca ocupa o sétimo lugar, com 26 pontos, um a menos que o G4. Em 15 jogos são sete vitórias, cinco empates e apenas três derrotas. Aproveitamento de 57,8%. A Ponte ainda marcou 20 gols e sofreu apenas 13, a segunda melhor defesa da competição. O garoto Reis, com sete gols, é o artilheiro do time.

Em sete jogos como mandante, o time de Jorginho obteve quatro vitórias, dois empates e apenas uma derrota. O retrospecto como visitante também é bom. São três vitórias, três empates e duas derrotas.

Faça como a Carol! Opine! Mande sugestões de posts! Critique! Entre em contato com o blog rbrito ou via www.twitter.com/rbrito1984



 Escrito por rbrito às 12h47 [] [envie esta mensagem] []






A solução!

Se os clubes, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e a TV não estão preocupados com o Campeonato Brasileiro, o blog rbrito dedicou dois posts especiais sobre a Série A, nesta segunda-feira. O primeiro foi da rivalidade regional entre os clubes da elite e, agora, vamos mostrar as maiores invencibilidades atualmente da competição.

Mais no blog rbrito:
Saiba quais clubes levam vantagens contra seus rivais regionais!


Apesar de ter perdido parte da vantagem sobre o segundo colocado Corinthians – de quatro para dois pontos -, o líder Fluminense segue imbatível na Edição 2010. Com o empate, por 2 a 2, contra o rival Vasco, neste domingo, o time de Muricy Ramalho chegou ao 12º jogo invicto no Brasileirão.

A última derrota foi justamente para o Corinthians – 1 a 0 – na longínqua terceira rodada, no dia 23 de maio. De lá para cá, o Tricolor carioca conseguiu incríveis nove vitórias e três empates. Resultados que credenciam o Flu a liderança, com 33 pontos.

As duas próximas posições também estão com clubes cariocas. É verdade que o Vasco da Gama ainda não conseguiu uma reação épica, mas desde que assumiu o time, o técnico Paulo César Gusmão, ex-Ceará, não perdeu. São quatro vitórias e quatro empates. O último tropeço vascaíno foi antes da Copa do Mundo, sem PC Gusmão, naquela goleada, por 4 a 0, para o Santos, no dia 6 de junho, pela sétima rodada.

Em terceiro lugar está o Botafogo, de Joel Santana. O alvinegro carioca, ao contrário do Vasco, pegou o elevador do Brasileirão. Da zona de rebaixamento, o Bota subiu para o terceiro lugar, com 24 pontos, após quatro vitórias e três empates. A última derrota botafoguense foi na oitava rodada para o rival Flamengo, por 1 a 0, no dia 14 de julho.

Fechamos a série de invencibilidades de respeito com o Palmeiras. O time de Luiz Felipe Scolari ainda não convenceu, assim como não ganha e nem perde. Em seis jogos sem derrotas, são cinco empates e apenas uma vitória. O último tropeço foi diante do Avaí (4 a 2), pela nona rodada, no dia 18 de julho.

Na 16ª rodada, Fluminense, Vasco, Botafogo e Palmeiras pegam, respectivamente, Goiás (fora), São Paulo (fora), Ceará (casa) e Atlético-GO (casa). Você, torcedor-internauta, acredita que algum destes clubes vai perder a invencibilidade? Opine no blog rbrito ou via www.twitter.com/rbrito1984

Confira as maiores invencibilidades do Brasileirão atualmente:


12 JOGOS
FLUMINENSE (9 vitórias e 3 empates)


Última derrota - 3ª rodada
Corinthians 1 x 0 Fluminense (23/05)

8 JOGOS
VASCO (4 vitórias e 4 empates)


Última derrota - 7ª rodada
Santos 4 x 0 Vasco (06/06)

7 JOGOS
BOTAFOGO (4 vitórias e 3 empates)


Última derrota - 8ª rodada
Flamengo 1 x 0 Botafogo (14/07)

6 JOGOS
PALMEIRAS (1 vitória e 5 empates)


Última derrota - 9ª rodada

Avaí 4 x 2 Palmeiras (18/07)



 Escrito por rbrito às 17h54 [] [envie esta mensagem] []






Hora da verdade!

Os clássicos regionais no primeiro turno do Campeonato Brasileiro foram encerrados neste domingo. O blog rbrito, sempre buscando posts diferentes e que façam vocês, torcedores-internautas, pensarem, quis saber quais clubes estavam melhor dentro de seu Estado. Por isso, o blog rbrito foi buscar os resultados de toda a temporada 2010 entre os rivais que estão na elite do Brasileirão.

No Estado de São Paulo, apesar do Santos ter mais vitórias (5), o torcedor do Corinthians foi o que menos sofreu. Com a vitória, por 3 a 0, sobre o São Paulo, neste domingo, o Timão já soma quatro triunfos contra os rivais, um empate e apenas uma derrota, justamente para os meninos da Vila. O Peixe, além das cinco vitórias, tem três derrotas.

A grande decepção é do São Paulo. Sem Muricy Ramalho, o Tricolor acumula sete derrotas em oito jogos. O São Paulo só venceu o Palmeiras. Aliás, o alviverde paulista tem três vitórias, um empate e duas derrotas.

No Brasileirão, o Corinthians está invicto, com duas vitórias e um empate. Já o trio Palmeiras, Santos e São Paulo somam apenas um triunfo. A diferença é que o time de Felipão tem um empate e dupla San-São duas derrotas.

Rio de Janeiro!
A rivalidade carioca mostra uma dupla rindo a roa e a outra preocupada. Botafogo e Flamengo já derrotaram os rivais em quatro oportunidades. Enquanto isso, Fluminense e Vasco, que empataram, neste domingo, por 2 a 2, somam apenas dois triunfos cada um. No Brasileirão, o Botafogo não venceu nenhum dos rivais, enquanto Flu e Vasco não perderam.

Rio Grande do Sul e Goiás!
O blog rbrito juntou estes dois Estados por causa do equilíbrio. No sul, um dos clássicos de maior rivalidade do Brasil, Internacional tem uma vitória a mais que o Grêmio ( 2 a 1). Eles ainda empataram em outra oportunidade. No Brasileirão a dupla ficou no sem graça empate sem gols. A situação de Atlético-GO e Goiás é de mais equilibrio ainda: duas vitórias, um empate e duas derrotas. Na Série A deu Goiás - 3 a 1.

Minas Gerais!

Por fim, o Cruzeiro mantém a superioridade sobre o Atlético-MG. É verdade que o Galo foi campeão Estadual, mas, em 2010, o Cruzeiro venceu os dois jogos contra o rival. No Brasileirão, a Raposa fez 1 a 0.

A situação do seu time é animadora ou fez você virar piada entre seus amigos? Opine no blog rbrito ou via www.twitter.com/rbrito1984 

Confira o retrospecto dos clubes nos clássicos regionais:

PAULISTAS

CORINTHIANS (4 vitórias, 1 empate e 1 derrota)

Corinthians 1 x 0 Palmeiras (Paulistão)
Santos 2 x 1 Corinthians (Paulistão)
Corinthians 4 x 3 São Paulo (Paulistão)
Corinthians 4 x 2 Santos (Brasileirão)
Palmeiras 1 x 1 Corinthians (Brasileirão)
Corinthians 3 x 0 São Paulo (Brasileirão)

PALMEIRAS (3 vitórias, 1 empate e 2 derrotas)

Corinthians 1 x 0 Palmeiras (Paulistão)
Palmeiras 2 x 0 São Paulo (Paulistão)
Santos 3 x 4 Palmeiras (Paulistão)
São Paulo 1 x 0 Palmeiras (Brasileirão)
Palmeiras 2 x 1 Santos (Brasileirão)
Palmeiras 1 x 1 Corinthians (Brasileirão)

SANTOS (5 vitórias e 3 derrotas)

São Paulo 1 x 2 Santos (Paulistão)
Santos 2 x 1 Corinthians (Paulistão)
Santos 3 x 4 Palmeiras (Paulistão)
São Paulo 2 x 3 Santos (Paulistão)
Santos 3 x 0 São Paulo (Paulistão)
Corinthians 4 x 2 Santos (Brasileirão)
Palmeiras 2 x 1 Santos (Brasileirão)
Santos 1 x 0 São Paulo (Brasileirão)

SÃO PAULO (1 vitória e 7 derrotas)

São Paulo 1 x 2 Santos (Paulistão)
Palmeiras 2 x 0 São Paulo (Paulistão)
Corinthians 4 x 3 São Paulo (Paulistão)
São Paulo 2 x 3 Santos (Paulistão)
Santos 3 x 0 São Paulo (Paulistão)
São Paulo 1 x 0 Palmeiras (Brasileirão)
Santos 1 x 0 São Paulo (Brasileirão)
Corinthians 3 x 0 São Paulo (Brasileirão)

GAÚCHOS

GRÊMIO (1 vitória, 1 empate e 2 derrotas)

Internacional 1 x 0 Grêmio (Gauchão)
Internacional 0 x 2 Grêmio (Gauchão)
Grêmio 0 x 1 Internacional (Gauchão)
Internacional 0 x 0 Grêmio (Brasileirão)

INTERNACIONAL (2 vitórias, 1 empate e 1 derrota)

Internacional 1 x 0 Grêmio (Gauchão)
Internacional 0 x 2 Grêmio (Gauchão)
Grêmio 0 x 1 Internacional (Gauchão)
Internacional 0 x 0 Grêmio (Brasileirão)

GOIANOS

ATLÉTICO-GO (2 vitórias, 1 empate e 2 derrotas)

Atlético-GO 2 x 1 Goiás (Goianão)
Goiás 2 x 1 Atlético-GO (Goianão)
Goiás 0 x 0 Atlético-GO (Goianão)
Atlético-GO 4 x 2 Goiás (Goianão)
Atlético-GO 1 x 3 Goiás (Brasileirão)

GOIÁS (2 vitórias, 1 empate e 2 derrotas)

Atlético-GO 2 x 1 Goiás (Goianão)
Goiás 2 x 1 Atlético-GO (Goianão)
Goiás 0 x 0 Atlético-GO (Goianão)
Atlético-GO 4 x 2 Goiás (Goianão)
Atlético-GO 1 x 3 Goiás (Brasileirão)

MINEIROS

ATLÉTICO-MG (2 derrotas)

Atlético-MG 1 x 3 Cruzeiro (Mineiro)
Atlético-MG 0 x 1 Cruzeiro (Brasileirão)

CRUZEIRO (2 vitórias)
Atlético-MG 1 x 3 Cruzeiro (Mineiro)
Atlético-MG 0 x 1 Cruzeiro (Brasileirão)

CARIOCAS

BOTAFOGO (4 vitórias, 3 empates e 3 derrotas)

Botafogo 0 x 6 Vasco (Cariocão)
Flamengo 1 x 2 Botafogo (Cariocão)
Vasco 0 x 2 Botafogo (Cariocão)
Fluminense 2 x 1 Botafogo (Cariocão)
Botafogo 2 x 2 Flamengo (Cariocão)
Botafogo 3 x 2 Fluminense (Cariocão)
Flamengo 1 x 2 Botafogo (Cariocão)
Botafogo 1 x 1 Vasco (Brasileirão)
Flamengo 1 x 0 Botafogo (Brasileirão)
Botafogo 1 x 1 Fluminense (Brasileirão)

FLAMENGO (4 vitórias, 2 empates e 3 derrotas)
Flamengo 1 x 2 Botafogo (Cariocão)
Botafogo 2 x 2 Flamengo (Cariocão)
Flamengo 1 x 2 Botafogo (Cariocão)
Flamengo 1 x 0 Vasco (Cariocão)
Flamengo 2 x 1 Vasco (Cariocão)
Fluminense 3 x 5 Flamengo (Cariocão)
Fluminense 2 x 1 Flamengo (Brasileirão)
Flamengo 1 x 0 Botafogo (Brasileirão)
Flamengo 0 x 0 Vasco (Brasileirão)

FLUMINENSE (2 vitórias, 3 empates e 3 derrotas)

Fluminense 2 x 1 Botafogo (Cariocão)
Botafogo 3 x 2 Fluminense (Cariocão)
Vasco 0 x 0 Fluminense (Cariocão)
Vasco 3 x 0 Fluminense (Cariocão)
Fluminense 3 x 5 Flamengo (Cariocão)
Fluminense 2 x 1 Flamengo (Brasileirão)
Botafogo 1 x 1 Fluminense (Brasileirão)
Vasco 2 x 2 Fluminense (Brasileirão)

VASCO (2 vitórias, 4 empates e 3 derrotas)

Botafogo 0 x 6 Vasco (Cariocão)
Vasco 0 x 2 Botafogo (Cariocão)
Vasco 0 x 0 Fluminense (Cariocão)
Flamengo 1 x 0 Vasco (Cariocão)
Flamengo 2 x 1 Vasco (Cariocão)
Vasco 3 x 0 Fluminense (Cariocão)
Botafogo 1 x 1 Vasco (Brasileirão)
Flamengo 0 x 0 Vasco (Brasileirão)
Vasco 2 x 2 Fluminense (Brasileirão)



 Escrito por rbrito às 00h23 [] [envie esta mensagem] []






Mau Humor FC 29!

Mais mal humorada do que nunca, a coluna dominical do blog rbrito dá as caras para comentar dois assuntos polêmicos que voltaram as manchetes futebolísticas nesta semana. O primeiro é a falta de critério para trocar de técnico no Brasil e o segundo assunto será sobre a submissão de entidades em relação a TV.

Mais no blog rbrito:
Ronaldo e Seleção Brasileira: assuntos que foram destaques no Mau Humor FC 28!


Grêmio, Vitória e São Paulo mudaram de técnico recentemente. O Tricolor do sul trocou Silas pelo ídolo Renato Gaúcho. Uma prova que o problema não estava no comando foi a eliminação do Grêmio para o Goiás na Copa Sul-americana em pleno Estádio Olímpico. Neste sábado, nova derrota do Grêmio, desta vez no Brasileirão e para o Ceará.

A mesma situação é vista no Vitória. Ricardo Silva saiu porque o Leão fez uma campanha histórica na Copa do Brasil, chegou à final e perdeu para o melhor time do Brasil atualmente, o Santos. Para seu lugar foi contratado Toninho Cecílio. Bom, o Rubro-negro baiano que tinha uma vantagem incrível contra o Palmeiras na Sul-americana conseguiu ser eliminado no jogo de volta.

Já no São Paulo, Ricardo Gomes deixou o cargo após a eliminação na Libertadores. Sérgio Baresi, das categorias de base, subiu para o profissional, mas como interino. No primeiro jogo, o Tricolor levou a virada, mas conseguiu empatar com o Cruzeiro. A teórica tranqüilidade pode acabar já neste domingo, dependendo do resultado no clássico contra o Corinthians.

Mais uma vez cabe a jornalistas e torcedores provarem aos incompetentes dirigentes que o problema, nem sempre, está no banco de reservas. Apesar de ser mais fácil demitir um técnico do que um time todo é necessário ter sabedoria na hora de contratar e planejar. Até quando os dirigentes brasileiros vão sofrer de incompetência?

Sim, Sr!

A TV e a Conmebol mostraram toda a sua incoerência e incompetência no espaço de uma semana, como o blog rbrito havia alertado. Na semana do dia 11 de agosto, a TV deixou de mostrar o primeiro jogo da final da Libertadores para passar a Copa Sul-americana.

Mas no dia 18 de agosto, a TV fez o contrário, transmitiu a finalíssima, vencida pelo Internacional, e jogou para escanteio a Série B da Sul-americana. Pior foi o papel da Conmebol. Como uma entidade experiente ainda não aprendeu a valorizar suas competições?

A Libertadores é a maior competição da América do Sul, mesmo assim foi relegada a plano B. É inadmissível a Conmebol colocar outros jogos no mesmo dia e horário de uma final de Libertadores. Sem falar que ainda dá ouvidos a TV e fica de fantoche na história. Até quando?

Coloque seu espírito mal humorada para fora e mande suas críticas ao blog rbrito ou via www.twitter.com/rbrito1984



 Escrito por rbrito às 01h15 [] [envie esta mensagem] []




[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
 





BRASIL, Sudeste, SAO PAULO, Homem, de 26 a 35 anos, Portuguese, Esportes, Livros, música
Outro -





 
 




TWITTER rbrito
Giro da Bola
Meu Time de Botão
É Pênalti
Futebol Interiorano
Vozeria
Only Esportes
TopBlog - VOTE AQUI
 
 

Dê uma nota para meu blog