Blog rbrito


Estrela Solitária?

Ah, que saudade de Garrincha. O Mané! O anjo das pernas tortas! É verdade que não tive o privilégio de vê-lo jogar, mas me baseio nas histórias da época e principalmente pelo livro espetacular de Ruy Castro. Mas vamos deixar o saudosismo de lado e nos concentrar ao post deste sábado.

O Botafogo é chamado de Estrela Solitária, mas vocês, caros torcedores-internautas, vão perceber que no Brasil há uma constelação de clubes com o mesmo nome do time carioca. Mas apenas o de General Severiano pôde aplaudir de perto o malabarismo perfeito do gênio chamado Garrincha.

Mais no blog rbrito:
Xarás só no nome! Atléticos ostentam cores diversas em seus uniformes!

Corinthians tem filial, mas também um xará que não usa o “h”!

E foi este Botafogo que chamou a atenção de todos e originou seus xarás. Pelo menos é isso que garante a história do Pantera, o Botafogo paulista. Aliás, este é o único Fogão que é Tricolor e, não, alvinegro. O Botafogo de Ribeirão Preto se deu após a junção de outros três clubes.

Enquanto isso, Clube Esportivo Guará, fundado no dia 14 de julho de 2004, só se transformou em Botafogo após uma parceria com o clube carioca em 2009. O Bota candango adotou as mesmas cores, o mascote e o distintivo, virou uma filial.

Em relação aos distintivos, o Botafogo-DF é idêntico ao do Botafogo-RJ, a única diferença é que o primeiro colocou as silgas DF no escudo. Enquanto isso, o Bota da Paraíba tem o mesmo formato, mas sua estrela solitária é vermelha. Por fim, o Botafogo paulista tem um escudo bem diferente.

Gostou da história de um dos clubes mais antigos do futebol brasileiro? Mande sugestões de posts para o blog rbrito ou via www.twitter.com/rbrito1984. Contamos com sua participação!

Confira a constelação de Botafogos no Brasil:

BOTAFOGO

Nome: Botafogo de Futebol e Regatas
Fundação: 12/08/1904
Mascote: Manequinho
Cores: Preto e branco

Como começou...
O clube foi fundado com o nome de Electro Club pelos amigos Flávio Ramos e Emmanuel Sodré que estudavam juntos no Colégio Alfredo Gomes. O nome Electro Club permaneceu apenas até o dia 18 de setembro, quando a avó de Flávio sugeriu colocar o nome do clube o mesmo que batizava o bairro onde moravam. O uniforme de listras verticais em preto e o branco foi em homenagem a Juventus, da Itália.

BOTAFOGO-DF

Nome: Botafogo de Futebol e Regatas do Distrito Federal
Fundação: 14/07/2009
Mascote: Manequinho
Cores: Preto e branco

Como começou...
O Esportivo Guará, na comemoração de cinco anos de sua fundação, firmou parceria com o Botafogo de Futebol e Regatas, passando a adotar o nome, o escudo, as cores e o uniforme da equipe do Rio de Janeiro. As cores principais da equipe eram o branco, o azul e o vermelho. O mascote do clube era o tigre, mas, por causa da parceria, acabou virando o Manequinho.

BOTAFOGO-SP

Nome: Botafogo Futebol Clube
Fundação: 12/10/1918
Mascote: Pantera
Cores: Preto, vermelho e branco

Como começou...
O Botafogo foi fundado em 1918. Naquela época, cada bairro da cidade era representado por um ou mais times. Na Vila Tibério, três equipes dividiam a preferência dos torcedores locais: União Paulistano, Tiberense e Ideal Futebol Clube. Mas nenhum dos três fazia frente aos outros clubes da cidade.

Para formar um grande time, os três clubes se juntaram. Mas ainda faltava o nome do novo clube. Diz a lenda que um dos diretores declarou que botaria fogo em todos os documentos e que a fusão das equipes seria desfeita. A ameaça incendiária do dirigente acabou ajudando na escolha do nome. Nas primeiras décadas do século, o Botafogo do Rio de Janeiro era um dos clubes mais famosos do Brasil e todos concordaram em homenagear o time carioca.

BOTAFOGO-PB

Nome: Botafogo Futebol Clube
Fundação: 28/09/1931
Mascote: Cachorro
Cores: Preto e branco

Como começou...
Seis garotos - Beraldo de Oliveira, Manoel Feitosa, Livonete Pessoa, José de Melo, Edson de Moura Machado e Enoc - foram os fundadores do Botafogo. Depois de uma Assembléia de muitos palpites, a 28 de setembro de 1931, eles se decidiram por este nome e fizeram então, a primeira diretoria.



 Escrito por rbrito às 11h07 [] [envie esta mensagem] []






Passo do elefantinho!

O “causo” que o blog rbrito irá contar nesta sexta-feira é um dos mais interessantes, porém, é uma daquelas histórias que há várias verdades, se é que isso é possível. O blog rbrito escutou jornalistas da cidade de Lins, além de pessoas ligadas ao Linense, clube que briga pelo acesso no Campeonato Paulista da Série A2.

Mais no blog rbrito:
Causo mostrou que clube paulista parou com o futebol por 16 anos!

Segundo relatos, inclusive com a confirmação da Federação Paulista de Futebol (FPF), "em 1952, o Linense conseguiu o título mais importante de sua história: campeão da Segunda Divisão do Campeonato Paulista. Nunca o seu torcedor comemorou tanto um título. A festa foi tão grande que os jogadores chegaram a desfilar em cima de elefantes que se apresentavam em um circo da cidade".

A diretoria do Elefante da Noroeste, como é conhecido o clube, por meio de Marcelo Martins, da assessoria, foi enfática ao dizer: “Com certeza esta história é verdadeira”. O jornalista Emerson Secco, do Jornal Debate, também acredita na história.

“Tem mesmo essa história dos elefantes. O Ari Barbeiro (torcedor) tem uma foto no seu salão montado em um elefante. Acho que o episódio dos elefantes foi depois do acesso em 53, após a maiúscula goleada contra a Ferroviária”, diz ele, que logo depois fica em dúvida.

“O Linense tem o vídeo da chegada dos atletas após a conquista do acesso. Eles chegam de avião e desfilam em carro aberto pela cidade. O povo está nas ruas. É coisa linda, mas não tem elefante na parada, que eu me lembre, pois já assisti a esse vídeo”, completa Secco.

E é na falta de elefantes que acredita o jornalista Didú, do Correio de Lins. “A festa em 1953 (o campeonato de 1952 terminou em maio) foi realmente de parar a cidade. O desfile em elefantes de circo não é verdade. Não passa de estória”, garante Didú, que explica o episódio dos elefantes.

“A única vez que se desfilou com elefante no ‘Gilbertão’ foi na década de 60, antes de uma partida, com um elefante emprestado do circo que estava em Lins. Esta já é história, mesmo. O elefante do circo foi usado pelo fato de ser o mascote do Linense e na ocasião fazia propaganda da Divelins, um consórcio de carros (1964 ou 1965). Em cima do elefante desfilaram torcedores fanáticos, como o Ari Barbeiro, por exemplo, que expõe até hoje, em sua Barbearia, a foto deste evento”, finalizou o jornalista.

Enfim, elefantes ou não, a história do Linense e seu mascote é bem interessante e vale destaque aqui no blog rbrito.

E você, torcedor-internauta, tem histórias interessantes do seu clube? Mande para o blog rbrito que vamos divulgar. Participe também pelo www.twitter.com/rbrito1984 



 Escrito por rbrito às 19h16 [] [envie esta mensagem] []






Ufa! É o fim!

O blog rbrito dedicou um post, na última quinta-feira, sobre a mudança de nomes em alguns estádios. E o foco era o estádio do Oeste que deixou de ser Ildenor Picardi Semeghini, o Picardão, para voltar a ser Estádio dos Amaros, afinal assim foi denominado em 1928, ano de sua construção. Esta mudança, ao que tudo indica, trouxe sorte ao Rubro-negro.

Mais no blog rbrito:
Homenagens aqui e acolá: clubes mudam o nome de seus estádios!

Após um ano, um mês e 14 dias, o Oeste, enfim, voltou a ganhar em casa. Pela 16ª rodada do Campeonato Paulista, o clube de Itápolis fez 2 a 1 no Sertãozinho – dois gols de Ricardo Bueno. O último triunfo do Oeste diante de sua torcida, ainda no Picardão, havia acontecido no longínquo 8 de fevereiro de 2009, pela sexta rodada do Estadual, quando enfiou 4 a 1 no Noroeste.

De lá para cá, a Onça, como é chamado por seus torcedores, acumulou sete empates e duas derrotas. Neste meio tempo, o clube, como mandante, ainda realizou um jogo no Pacaembu contra o Santos em 2009 e dois em Araraquara, na atual temporada, contra Corinthians e São Paulo. Mas nem assim conseguiu vencer.

Para comprovar que a boa fase voltou e o clube encerrou a “zica” de jogar em casa, o Oeste enfrentará o Ituano neste domingo, no Estádio dos Amaros, mesmo local do jogo contra o Rio Branco, pela última rodada.

Confira a série sem vitória em casa do Oeste:

PAULISTÃO – 2009

Oeste 1 x 1 Bragantino
Oeste 0 x 0 Mirassol
Oeste 1 x 1 Botafogo
Oeste 1 x 2 Mogi Mirim
Oeste 1 x 1 Palmeiras

PAULISTÃO - 2010

Oeste 2 x 2 Monte Azul
Oeste 2 x 2 Paulista
Oeste 1 x 2 Portuguesa
Oeste 1 x 1 Prudente

Participe do blog rbrito e do www.twitter.com/rbrito1984. Queremos saber sua opinião!



 Escrito por rbrito às 13h18 [] [envie esta mensagem] []






Desafio!

A pedido de Boby Rubens, torcedor-internauta do Brasiliense, o blog rbrito divulga, nesta quinta-feira, a maior sequência de vitórias de um clube em um Estadual. E para não ficarmos restrito a apenas este levantamento, o blog rbrito também irá mostrar a maior série de triunfos no Campeonato Brasileiro e de uma Seleção.

Em quatro oportunidades, o Santos alcançou o recorde de 12 vitórias consecutivas no Estadual.  A primeira sequência foi na longínqua temporada de 1927, quando o clube fez apenas dois jogos fora de casa. Destaque para as goleadas de 12 a 1 sobre o Ypiranga (esta começou a séria vitoriosa); 10 a 2 no República; 11 a 2 no Barra Funda; 11 a 3 no Americano; e 10 a 1 no Guarani.

Em 1958, já com Pelé, o maior jogador de todos os tempos, no time, o Santos voltou a embalar no Campeonato Paulista. Nesta temporada, o Rei marcou 58 gols, recorde absoluto, até hoje, no Estadual de São Paulo. Nesta série de vitórias foram nove jogos em casa. As goleadas que marcaram foram os 10 a 1 no Nacional e novamente outras sapecadas em Guarani e Ypiranga, ambas por 8 a 1.

Três anos mais tarde, Pelé foi mais econômico e anotou 47 gols. Nas sete vitórias em casa e cinco como visitante, a goleada que chamou a atenção foi o 10 a 1 sobre o Juventus. Por fim, em 1968, com “apenas” 26 tentos do Rei, o Peixe embalou 8 a 2 no Comercial. As outras vitórias não passaram de 5 a 1. O Santos ainda tem séries de 11 vitórias (1960) e 10 vitórias (1931 e 1956).

E no Nacional?
Mas no Brasileirão o Santos não é tão efetivo. A maior sequência de vitórias do clube da Vila Belmiro é de oito jogos, assim como Atlético-MG, Corinthians, Palmeiras e Vasco da Gama. O recordista neste quesito é o Guarani, campeão Brasileiro de 1978.

O Bugre conquistou 12 vitórias seguidas no período de 8 de julho de 1978 a 2 de dezembro de 1979. Logo atrás temos o São Paulo com dez vitórias seguidas na temporada 2002 e o Cruzeiro com nove vitórias em 2004.

Seleções!
No embate entre Seleções, o Brasil perdeu o recorde para a Espanha recentemente. Antes Brasil, França e a Fúria Espanhola estavam empatados com 14 vitórias consecutivas. Mas em junho do ano passado, ao bater a África do Sul, por 2 a 0, na Copa das Confederações, a Espanha alcançou a marca de 15 vitórias seguidas e 35 partidas invicta.

Qual a maior série vitoriosa de seu clube, torcedor-internauta? Mande para o blog rbrito! Sugira posts, como fez o Boby! Participe via www.twitter.com/rbrito1984



 Escrito por rbrito às 19h11 [] [envie esta mensagem] []






De novo!

O troca-troca está em alta no futebol! Calma, torcedor-internauta, não vá pensar bobagem. Digo a constante ida e vinda de jogadores, a mudança de cidades por partes dos clubes e até mesmo a mudança de nome dos estádios. E será este o foco do nosso post desta quinta-feira.

Recentemente, o Oeste trocou o nome de sua casa. Na verdade, o clube de Itápolis voltou as origens e adotou o nome que o estádio ganhou após ser construído. Estádio dos Amaros! Este é o nome da toca da Onça, como o clube é chamado por seus torcedores. O nome é um tributo a família Amaros que fundou a cidade de Itápolis.

O projeto de lei, que trocou o Estádio Ildenor Picardi Semeghini, o Picardão, pelo Estádio dos Amaros, teve como primeiro autor o vereador Valdir Gonzaga (PSL), subscrito por Guto Biella (PV), Tonicão De Agostini (PR), Keko Puzzi (PRP), Marcos Venturini (PR) e Irani Biazotti (PMDB).

Com capacidade para 16.143 torcedores, o Estádio dos Amaros foi inaugurado no dia 20 de outubro de 1928. O tamanho do gramado é 100 x 70m.

3x Mogi Mirim!
O Mogi Mirim é outro clube que gosta de trocar o nome de seu estádio. A casa do Sapão da Mogiana nasceu com o nome de Wilson de Barros, patrono do clube. Mas ainda enquanto estava na presidência, “seu Wilson”, como era chamado, resolveu trocar o nome do estádio para pagar uma promessa.

O estádio do Mogi passou a se chamar Papa João Paulo II. A ideia surgiu após ele ter a filha seqüestrada e como promessa pela graça atendida da filha ter sido solta, Wilson de Barros trocou o nome do estadio. Pouco tempo depois, Wilson de Barros faleceu e com o clube à beira da falência, o meia Rivaldo assumiu a presidência do Mogi Mirim.

Para homenagear o pai, o Pentacampeão Mundial colocou o nome do estádio de Romildo Vitor Gomes Ferreira. A mudança rendeu protestos, mas Rivaldo não deu a mínima e manteve a alteração aprovada em assembleia.

Terra da lingüiça!
Em Bragança Paulista, o troca-troca de homenagens também rendeu muita polêmica. Batizado de Marcelo Stefanni, o nome do estádio do Bragantino homenageava um ex-jogador e presidente do clube. A Família Stefanni havia doado o terreno para a construção do estádio.

Mas na temporada passada, após a morte de Nabi Abi Chedid, patrono do Bragantino, seu filho Marquinho Chedid resolveu homenagear seu pai e trocou o nome do estádio. A cidade chiou, a família Stefanni também. Mas Marquinho deu de ombros e manteve o estádio do Braga com o nome de Nabi Abi Chedid, o Nabizão.

Mais...
Ainda podemos falar do Palmeiras. Na época da parceria Parmalat, o clube aceitou trocar o nome do Palestra Itália por Parque Antártica. Quando a parceria acabou, o estádio do Verdão voltou a ser chamado de Palestra.

E você, torcedor-internauta, lembrou de algum estádio que trocou de nome? Participe do blog rbrito ou via www.twitter.com/rbrito1984



 Escrito por rbrito às 13h26 [] [envie esta mensagem] []






Tapetão!

O horário dos jogos no meio de semana voltou com tudo às páginas do futebol brasileiro. Muito depois de o projeto, em que limita o horário do término dos jogos em 23h15, ser aprovado pelos vereadores de São Paulo é que a Federação Paulista de Futebol (FPF) e a Rede Globo resolveram se manifestar.

Bom, já debati muito, aqui no blog rbrito, sobre este polêmico assunto. Como jornalista, torcedor e apaixonado pelo futebol sou amplamente favorável a jogos com horários mais cedo. Acredito que as partidas deveriam começar em seu limite às 20h30, como era no passado.

Todos têm a ganhar com a organização do esporte mais popular do Brasil. Só não vê isso quem não quer. Por isso, não vou me estender aqui. Peço que cada torcedor-internauta reflita e veja o que é melhor. Sugiro até mesmo que vocês, torcedores-internautas, lancem campanhas através do twitter, orkut e outras ferramentas da internet sobre este assunto.

É hora do torcedor-internauta opinar, mostrar que tem força e que pode mudar. Não se deixem levar por propagandas disfarçadas em programas esportivos como começou a acontecer. Façam valer a opinião de vocês. Se quiserem jogos às 21h50 da madrugada, ok, defendam seus pontos de vista. E se vocês querem jogos mais cedo, façam a mesma coisa. Lutem por isso. São vocês que fazem o futebol. É a hora de TODOS ouvirem vocês!

O blog rbrito defende jogos em horários normais, ou seja, mais cedo. Mesmo assim, a partir desta quarta-feira, vamos divulgar TODAS as opiniões e manifestos de vocês. Participe através do blog rbrito e pelo www.twitter.com/rbrito1984.

Pode ser uma simples opinião, uma foto, uma comunidade ou até mesmo uma campanha! Participem! Façam a parte de vocês!



 Escrito por rbrito às 19h49 [] [envie esta mensagem] []






Bando de Loucos!

O blog rbrito volta a abordar, nesta quarta-feira, os clubes da primeira divisão dos Estaduais que carregam o mesmo nome. Depois dos Atléticos, chegou a vez do Corinthians. E este post tem uma curiosidade. Aqui há um Corinthians idêntico ao clube paulista, o mais famoso, e um que nem a grafia é igual.

Mais no blog rbrito:
Homônimos: Atléticos tradicionais e até um que imitou sua “filial”!

No levantamento feito pelo blog rbrito há quatro Corinthians sendo um paulista, um paranaense, um alagoano e um potiguar. Aliás, o mais famoso, o Timão que irá fazer 100 anos em 2010 ganhou uma filial no Paraná. O Malutron, que passou a ser chamado de J. Malucelli agora virou Corinthians Paranaense.

O clube do sul é tão igual a matriz que suas as cores passaram a ser preta e branca, o mascote lembra o Mosqueteiro do Timão e o mais absurdo, até a bandeira de São Paulo aparece no escudo do Corinthians Paranaense. Nem isso eles, mudaram.

Por outro lado, o xará do Rio Grande do Norte é bem diferente. Para começar, o clube de Caicó se escreve sem o “h”, Coríntians. Sem falar que o mascote é um Galo. Pelo menos, o Coríntians é alvinegro. O mesmo não se pode dizer do clube de Alagoas. O Corinthians Alagoano é tricolor.

Gostou da história dos clubes? Participe do blog rbrito! Mande sugestões, críticas, opiniões... Entre no www.twitter.com/rbrito1984

Confira as diferenças dos Corinthians:

CORINTHIANS

Nome: Sport Club Corinthians Paulista
Fundação: 01/09/1910
Mascote: Mosqueteiro
Cores: Preto e branco

Como começou...
A história do clube começa no bairro do Bom Retiro, em São Paulo, onde montar um time de futebol era o assunto preferido dos funcionários da estrada de ferro São Paulo Railway. A ideia surgiu de cinco operários – os pintores de parede Antônio Pereira e Joaquim Ambrósio, o sapateiro Rafael Perrone, o motorista Anselmo Correia e o trabalhador braçal Carlos Silva.

Encantados com as exibições do Corinthian Team, a melhor equipe da Inglaterra na época, os amigos batizaram, no dia 31 de agosto de 1910, por volta das 20h30, na esquina da rua dos Italianos com a rua José Paulino, o recém-nascido time do Bom Retiro de Sport Club Corinthians Paulista.

CORINTHIANS-AL

Nome: Sport Club Corinthians Alagoano
Fundação: 04/04/1991
Mascote: Águia
Cores: Branco, preto e vermelho

Como começou...
O Corinthians Alagoano surgiu em Maceió com o objetivo principal descobrir jogadores jovens e talentosos, projetando-os em seguida para o futebol nacional e internacional.

CORINTHIANS-PR

Nome: Sport Club Corinthians Paranaense
Fundação: 05/02/2009
Mascote: Mosqueteiro em forma de Garoto
Cores: Preto e branco

Como começou:
O JMalucelli Futebol S.A foi fundado em 27 de dezembro de 1994 e antes era chamado de Malutrom S.A , devido a união de duas famílias tradicionais de Curitiba: Malucelli + Trombini. Foi o primeiro clube-empresa no país através da Lei Pelé.

Mas em fevereiro de 2009, o clube volta a trocar de nome. O recém-nascido é uma parceria entre o S. C. Corinthians Paulista e o J. Malucelli Futebol S/A, que além do novo nome (Sport Club Corinthians Paranaense), passará a ostentar o uniforme com as cores alvinegras e um novo escudo.

CORÍNTIANS-RN

Nome: Atlético Clube Coríntians
Fundação: 25/01/1968
Mascote: Galo
Cores: Preto e branco

Como começou...
O Atlético Clube Coríntians é um grande motivo de orgulho para a população de Caicó, onde foi fundado em 1963 com o nome de Coríntians Esporte Clube, passando a denominação atual após a junção com o Atlético, fundado e dirigido pelo advogado Abílio Félix, em 1959 e, cuja união foi concretizada na noite de 25 de janeiro de 1968, após uma concorrida no Grêmio Social e Cultura de Caicó.



 Escrito por rbrito às 13h44 [] [envie esta mensagem] []






Zica!

O ano do Centenário de um clube é motivo de alegria, mas também de preocupação. O contraste em uma data tão esperada só é significante por causa da “zica” que atormenta os clubes de 100 anos. Em temporada de Centenário, o aniversariante sempre se dá mal e, praticamente, nem aproveita o ano especial.

No início do mês de março, o blog rbrito apresentou 15 clubes que irão festejar 100 anos em 2010. O Corinthians é o principal deles e também tem o sonho mais ambicioso, se sagrar campeão da Libertadores pela primeira vez. Mas a Fiel precisa ficar com um pé atrás.

Mais no blog rbrito:
Confira TODOS os clubes que completam 100 anos em 2010!

Não apenas pelo mau futebol apresentado por seus jogadores, com contribuição do técnico Mano Menezes, o novo Professor Pardal do futebol, mas pelos tropeços de rivais centenários. O Flamengo montou um Super Time, como Romário, Edmundo, Sávio e Cia., mas naufragou.

O Mengão, sequer, levantou uma taça em 1995, quando completou 100 anos. O clube foi vice no Estadual e na Supercopa da Libertadores. O Grêmio também deu vexame em 2003. Nem vice-campeonato o Tricolor conquistou para a sua fanática torcida. O Botafogo seguiu pelo mesmo caminho em 2004.

Em Minas Gerais, o Atlético ficou com o grito entalado na garganta ao perder o Estadual. Os torcedores do Internacional, Fluminense, Náutico e Vitória, pelo menos, foram campeões em seus Estados. Mas nenhuma grande conquista, exigência de suas torcidas.

Nesta quarta-feira (24/03), o blog rbrito colocou mais dois clubes centenários. O torcedor-internauta João Paulo nos lembrou do Paulista, que fez 100 anos na temporada passada. Enquanto o torcedor-internauta Paulo Lopes falou do Remo, campeão Brasileiro da Série C em 2005, ano em que fez 100 anos. Obrigado aos dois!

Exceção!
Mas como diz o ditado, toda regra tem sua exceção. O Centenário do Vasco não foi perfeito, mas esteve bem próximo em 1998. O clube carioca conseguiu seu maior título ao se sagrar campeão da Libertadores. O clube cruzmaltino ainda foi semifinalista da Copa do Brasil, campeão Estadual e vice no Mundial de Clubes.

Confira a “zica” dos clubes centenários:

FLAMENGO (17/11/1895)
Centenário em 1995
Campeonato Brasileiro: 21º
Copa do Brasil: semifinal
Campeonato Estadual: vice-campeão
Supercopa da Libertadores: vice-campeão

VITÓRIA (13/5/1899)
Centenário em 1999
Campeonato Brasileiro: 3º
Copa do Brasil: oitavas-de-final
Campeonato Estadual: campeão
Copa Nordeste: campeão

PONTE PRETA (11/8/1900)
Centenário em 2000
Campeonato Brasileiro: 11º
Copa do Brasil: segunda fase
Campeonato Estadual: 5º

NÁUTICO (7/4/1901)
Centenário em 2001
Campeonato Brasileiro (Série B): 5º
Copa do Brasil: primeira fase
Campeonato Estadual: campeão
Copa Nordeste: semifinal

FLUMINENSE (21/7/1902)
Centenário em 2002
Campeonato Brasileiro: 4º
Copa do Brasil: quartas-de-final
Campeonato Estadual: campeão
Torneio Rio-São Paulo: 5º

GRÊMIO (15/9/1903)
Centenário em 2003
Campeonato Brasileiro: 20º
Copa do Brasil: não participou
Campeonato Estadual: 3º
Copa Libertadores: quartas-de-final
Copa Sul-Americana: primeira fase

BOTAFOGO (12/8/1904)
Centenário em 2004
Campeonato Brasileiro: 20º
Copa do Brasil: segunda fase
Campeonato Estadual: 5º

SPORT (13/5/1905)
Centenário em 2005
Campeonato Brasileiro (Série B): 16º
Copa do Brasil: não participou
Campeonato Estadual: 3º

ATLÉTICO-MG (25/3/1908)
Centenário em 2008
Campeonato Brasileiro: 12º
Copa do Brasil: quartas-de-final
Campeonato Estadual: vice-campeão
Copa Sul-Americana: primeira fase

INTERNACIONAL (4/4/1909)
Centenário em 2009
Copa do Brasil: finalista
Campeonato Estadual: campeão

CORITIBA (12/10/1909)
Centenário em 2009
Copa do Brasil: semifinal
Campeonato Estadual: vice-campeão

RIO CLARO (09/05/1909)
Centenário em 2009
Campeonato Estadual: 3º colocado e acesso na Série A2 Paulista

PAULISTA (17/05/1909)
Centenário em 2009
Campeonato Estadual: 12º
Brasileiro Série D: segunda fase
Copa Paulista: Vice-campeão

REMO (05/02/1905)
Centenário em 2005
Campeonato Estadual: Vice-campeão
Copa do Brasil: segunda fase
Brasileiro da Série C: Campeão

Exceção!
VASCO (21/8/1898)

Centenário em 1998
Campeonato Brasileiro: 10º
Copa do Brasil: semifinal
Campeonato Estadual: campeão
Copa Libertadores: campeão
Mundial Interclubes: vice-campeão
Copa Mercosul: primeira fase

O blog rbrito quer saber a sua opinião, caro torcedor-internauta! Participe! Entre para a turma do www.twitter.com/rbrito1984



 Escrito por rbrito às 14h59 [] [envie esta mensagem] []






A culpada!

Marcos xingou Deus e todo mundo, além de largar o treino antes do término. A culpa é da imprensa! Neymar deu uma botinada em Pierre e foi punido com dois jogos de suspensão. A culpa é da imprensa! Sim, caro torcedor-internauta, é muito fácil extrapolar, passar dos limites e colocar a culpa na imprensa. Aliás, você fez algo que não devia? Coloque a culpa na imprensa!

Os jogadores, treinadores e dirigentes estão bem parecidos com os políticos de Brasília. Lá, sim, é comum colocar a culpa na imprensa, né, Sr. Luiz Inácio Lula da Silva e Cia? Mas eu acho, quer dizer, tenho certeza que já passou da hora de cada um assumir a sua responsabilidade.

Não é a imprensa que perde a cabeça após as derrotas e, só após as derrotas, sai “cuspindo marimbondos” para todos os lados. Muito menos é a imprensa que adora dançar nas vitórias, mas apela nas derrotas. Nem é a imprensa que coloca um time misto em campo no ano do Centenário e não admite as críticas após outra derrota.

Os boleiros adoram esbravejar aos quatro ventos que futebol está cheio de não me toque, que é normal discussão em campo, que não há racha no elenco... Mas quando deixam de ser elogiados porque não foram bem em uma partida, logo viram bebês e correm para o colo da mamãe. Mas neste caso, os boleiros usam a força que têm com seus torcedores e jogam toda a sua irresponsabilidade para cima da imprensa.

Eu não falei isso! Eu não xinguei ele! Não quisemos derrubar o técnico! Vocês distorceram o que eu falei (neste caso mesmo quando há gravação de áudio ou vídeo, né, Paulo Henrique Ganso?)! É uma falta de respeito total. Quando estão em alta querem dar entrevistas a jornais, rádios e TVs. Mas basta uma pisada de bola, uma derrota para fecharem a cara e, lógico, colocarem a culpa na imprensa.

Bom, sei que o assunto é polêmico, mas quero deixar bem claro que neste post não estou debatendo a qualidade destes jogadores. Marcos é Pentacampeão do Mundo e segue como um dos melhores goleiros do Brasil. Neymar é uma grata revelação e tem tudo para arrebentar ainda mais, assim como PH Ganso. Mano Menezes já mostrou suas qualidades e deve dar, pelo menos, um título ao Timão neste ano.

Mas já cansou. Ter cabeça no lugar é o mínimo que se pede aos profissionais da bola e que são muito bem pagos para exercerem suas profissões. Respeito e hombridade também se fazem necessário!

Opine no blog rbrito! Participe pelo www.twitter.com/rbrito1984



 Escrito por rbrito às 01h22 [] [envie esta mensagem] []






Os maiorais!

Para começar a semana com o sorriso nos lábios e de bem com a vida, o blog rbrito apresenta um post leve e vitorioso. Vamos mostrar, nesta segunda-feira, os maiores campeões dos Estaduais. Mas antes de falarmos Estado por Estado, teremos os maiorais, aqueles que mais venceram pelo Brasil.

O recordista de títulos de norte a sul é o ABC. O Mais Querido já levantou 50 taças no Campeonato Potiguar. Na segunda colocação, com 43 títulos, cada um, temos Paysandu no Campeonato Paraense e Bahia no Campeonato Baiano. Por fim, com a medalha de bronze vemos o Remo, rival do Papão no Paraense.

AC: Disparou!
No Acre, o grande vencedor é o clube que tem o mesmo nome da capital do Estado, Rio Branco. O clube, que disputa a Série C do Campeonato Brasileiro, já foi campeão Estadual 25 vezes, 11 a mais que o Juventus, segundo colocado. Aliás, o Juventus é o atual campeão.

AL: Só no retrovisor!
A diferença também é grande no Campeonato Alagoano. O CSA já fez a alegria de seus torcedores em 37 oportunidades, contra “apenas” 25 do rival CRB. Enquanto isso, o atual campeão ASA aparece na terceira posição com seis taças.

AP: Cadê?
O atual campeão Amapaense é o São José. Mas o clube tem só seis títulos, na modesta quinta colocação. O recordista do Estado é o Macapá com 17 taças, seguido pelo Amapá com dez.

AM: Humilhou!
De fato, o Nacional não dá a mínima chance para seus rivais quando o assunto é título do Campeonato Amazonense. O clube já gritou 40 “É campeão” contra 16 do Rio Negro. O América, atual campeão, tem apenas seis títulos.

BA: Rivalidade?
O Ba-Vi é um dos clássicos mais disputados do Brasil. Mas se olharmos apenas os títulos, veremos que o Bahia é amplamente superior ao Vitória. O Tricolor tem 43 títulos, enquanto o Rubro-negro, atual campeão, soma 24.

CE: Disputa acirrada!
Ao se sagrar campeão em 2009, o Fortaleza esquentou ainda mais a briga pelo título de maior vencedor do Ceará. O Tricolor chegou a sua 38ª taça contra 39 do líder e rival Ceará.

DF: Abre o olho!
O Gama era soberano em Brasília, mas o Brasiliense apareceu e começou a dificultar a situação do rival. É verdade que o alviverde ainda lidera com dez títulos, mas sua última taça foi em 2003. De lá para cá o rival Brasiliense venceu TODOS os seis Estaduais e aparece na terceira colocação com seis títulos. O segundo colocado é o Brasília com oito.

ES: Superioridade!
O Campeonato Capixaba tem seu dono. É o Rio Branco, campeão em 35 oportunidades. O Desportiva, segundo colocado, tem 16 títulos, contra um do atual campeão São Mateus.

GO: Sinal verde!
A taça de 2009 foi parar na justiça. Mas no final das contas, o Goiás levou a melhor e conquistou seu 22º título, sete a mais que o rival e vice-líder Vila Nova.

MA: Se bobear...
O jovem JV Lideral é o atual campeão no Maranhão. O título de 2009 foi seu primeiro na história. Mas o Sampaio Correa, recordista do Estado com 29 conquistas, está preocupado com o Moto Club, dono de 24 títulos.

MT: Sombra e água fresca!
O Mixto tem tropeçado nas últimas competições, mas ainda reina no Campeonato Matogrossense com dez títulos a mais que o rival Operário (24 a 14). A Luverdense, atual campeã, conquistou sua primeira taça no Estadual.

MS: É cedo ainda!
O Campeonato Sul-matogrossense ainda é recente, foi criado em 1979. Tanto é verdade que o recordista de títulos, Operário tem apenas dez taças, contra sete do Comercial. O Naviraiense, que levou 10 do Santos na Copa do Brasil, é o atual campeão.

MG: Quem é freguês?
Nos últimos Estaduais, o Cruzeiro leva enorme vantagem sobre o rival Atlético-MG, inclusive é o atual campeão. Mas na soma geral, o Galo bica a cabeça da Raposa com 39 títulos, contra 35 do Cruzeiro.

PA: Pau a pau!
No Pará temos dois grandes recordistas de títulos. Aliás, se analisarmos o ranking de títulos no Paraense, vamos perceber que apenas Remo e Paysandu disputam a taça. Atual campeão, o Papão pulou na frente do rival e agora, ostenta 43 títulos contra 42. Para o torcedor-internauta se situar, apenas outros dois clubes ousaram ficar com a taça: Tuna Luso (10) e União Sportiva (2).

PB: Ainda na frente!
O Sousa ergueu seu segundo troféu no Estadual da Paraíba em 2009. Mas o clube está bem atrás do recordista Botafogo, com 25 títulos, e do vice-líder Campinense, com 17.

PR: Manda-chuva!
Atual campeão, o Atlético tenta encostar no rival Coritiba. Com 21 conquistas, o Furacão tem 12 a menos que o rival alviverde.

PE: Na frente...
O Sport faz a festa no Pernambucano. Atual Tetracampeão, o Leão é o recordista de títulos – 38 ao todo. Os rivais Santa Cruz e Náutico estão bem atrás com 24 e 21 taças, respectivamente.

PI: Xarás!
O Campeonato Piauiense tem clubes genéricos de todos os lados. O maior vencedor do Estado é o River com 27 títulos. O Flamengo, atual campeão, está na segunda colocação, com 19.

RJ: Na cola!
Flamengo e Fluminense estavam empatados em número de títulos até a temporada passada, quando o Rubro-negro venceu pela 31ª vez e deixou o rival tricolor com 30. O Vasco soma 22 e o Botafogo tem 18.

RN: O Maioral!
O ABC é conhecido pelos seus torcedores como o Mais Querido. Mas aqui no blog rbrito, o alvinegro é O Maioral. Com 50 títulos, o ABC não é dono apenas do Rio Grande do Norte, mas também do Brasil. O América, coitadinho, tem “apenas” 31. Já o ASSU, atual campeão, soma uma taça.

RS: Bobeou...
O Internacional aproveitou a fragilidade do rival Grêmio nas últimas temporadas para disparar. Atual Bicampeão, o Colorado já ostenta 39 títulos, quatro a mais que os gremistas.

RO: Ainda tranqüilo!
O Vilhena alcançou sua segunda taça em 2009. O clube está bem atrás do Ferroviário, recordista em títulos no Estado, 17 ao todo. O Moto Clube e o Flamengo, com dez, vêm logo atrás.

RR: Tudo certo!
O Roraima leva o nome do Estado e não decepciona seus torcedores. Campeão em 2009, o clube também lidera o ranking de taças – 18. O Baré está muito atrás, com apenas oito.

SC: Cheguei!
Com o título na temporada passada, o Avaí pressionou o Figueirense. O Leão soma 14 conquistas, uma a menos que o alvinegro catarinense.

SP: Maior torcida...
Dono da maior torcida do Estado de São Paulo, o Corinthians, atual campeão, também manda no número de títulos. Já são 26 taças, contra 22 do Palmeiras, 20 do São Paulo e 17 do Santos.

SE: Lá na frente!
O Confiança bem que se esforça – foi campeão em 2009 -, mas com 17 conquistas, está bem atrás do líder Sergipe, campeão em 31 oportunidades.

TO: Jovem... caçula!
O Campeonato Tocantinense ainda é jovem. E isso pode ser observado no número de conquistas. Atual campeão, o Araguaína chegou a sua segunda taça e mesmo assim está na cola do líder. O Palmas está no topo, com cinco títulos.

O que você achou deste post? Participe! Mande sugestões, críticas e opiniões! Faça parte da turma do www.twitter.com/rbrito1984



 Escrito por rbrito às 16h21 [] [envie esta mensagem] []






Chuva de gols!

Com os resultados de sábado no Campeonato Paulista, o blog rbrito ficou na expectativa, será que vamos bater o recorde de gols na Edição 2010? Afinal tinham sido marcados 17 tentos. Faltavam 20 e a desconfiança estava no ar. Mas ai os Meninos da Vila mostraram que tudo é possível quando se quer jogar bola. 9 a 1 no pobre e depenado Galo de Itu. O recorde não foi batido, mas foi igualado.

Os 37 tentos anotados neste sábado e domingo igualam a marca da 3ª rodada. O destaque da 15ª rodada foi a goleada do Santos, por 9 a 1, sobre o Ituano. Mas outros resultados também contribuíram para a alta média de 3,7 gols por partida. A Portuguesa, mesmo jogando fora de casa, meteu 4 a 0 no Monte Azul. Enquanto isso, o Santo André fez 4 a 1 no Bragantino.

Lá fora...
O site Terra repercutiu esta matéria! Veja aqui!

Em São Caetano do Sul não houve vencedor, mas o time da casa empatou, por 2 a 2, com o Oeste. Já Rio Claro e São Paulo fizeram 3 a 0 no Rio Branco e Mogi Mirim, respectivamente.

A sétima rodada também faz jus ao alto número de gols. Na oportunidade tivemos 36 tentos, contra 34 na 1ª e 14ª rodadas. Já na 6ª e 9ª foram marcados 33 gols.

A decepção ficou na 13ª rodada, quando, em dez jogos, tivemos apenas 24 gols. A rede também balançou poucas vezes nas rodadas dez e onze, 25 gols ao todo.

Em 150 jogos, até agora, foram marcados 463 gols, o que nos dá uma boa média de 3,08 por partida. O artilheiro do Paulistão 2010 é o atacante do Santo André, Rodriguinho, com 11 tentos. André, do Santos, e Ricardo Bueno, do Oeste, somam dez cada um.

Confira a evolução dos gols rodada a rodada:

1ª rodada – 34 gols
2ª rodada – 28 gols
3ª rodada – 37 gols
4ª rodada – 28 gols
5ª rodada – 29 gols
6ª rodada – 33 gols
7ª rodada – 36 gols
8ª rodada – 28 gols
9ª rodada – 33 gols
10ª rodada – 25 gols
11ª rodada – 25 gols
12ª rodada – 32 gols
13ª rodada – 24 gols
14ª rodada – 34 gols
15ª rodada – 37 gols

E ai, o que tem achado de seu Estadual? Opine! Participe! Mande sugestões para o blog rbrito e via www.twitter.com/rbrito1984



 Escrito por rbrito às 00h11 [] [envie esta mensagem] []






Mau Humor FC 8!

As atenções voltam para os Estaduais neste final de semana, mas o blog rbrito irá abordar duas situações extra-campo na coluna Mau Humor FC 8! As duas são uma afronta ao torcedor-internauta e mostra a incompetência das diretorias do Santos e Rio Claro.

Mais no blog rbrito:
Mau Humor FC 7: Atitude triste de certos jogadores e campos parecidos com piscina!

Nos últimos dias surgiu a informação, inclusive com destaque na imprensa inglesa, que o Santos ainda não pagou o que deve ao atacante da Seleção Brasileira, Robinho. A nova diretoria do Peixe foi empossada com um discurso promissor e totalmente diferente ao do retrógrado Marcelo Teixeira. Mas o que se vê, até agora, são as mesmas atitudes.

O presidente Luiz Álvaro de Oliveira falou, para quem quisesse ouvir, que com Robinho no time iria chover patrocinadores na Vila Belmiro. Mas até agora, NADA! O Santos prometeu desembolsar a bagatela de R$ 450 mil mensais para ter o astro até o meio do ano. Mas até agora, NADA!

É uma irresponsabilidade tremenda com o jogador e principalmente com o torcedor, que pode ver o camisa 7 ir embora antes do prazo e de quebra, o jovem Neymar ser vendido para fora. Afinal, o Peixe está afogado em dívidas, assim como os principais clubes do país.

Já está na hora dos dirigentes brasileiros assumirem responsabilidades e agirem de forma correta. O Brasil precisa se moralizar. Teremos uma Copa do Mundo em quatro anos e mesmo assim, cometemos os erros primários de sempre. Cadê a punição??? Ah, esqueci... no país do futebol, só os amantes da bola (torcedores) é que se dão mal!!!

Tudo igual!
No mesmo caminho da irresponsabilidade e da falta de planejamento temos aqueles clubes que não dão a mínima para seus “fanáticos sofredores” no início de competição, mas na hora em que a situação se complica, os engravatados se fazem de cordeirinhos e logo pedem a ajuda de quem? Sim, dos torcedores!

Esta semana o blog rbrito debateu o marketing “me engana que eu gosto” do Rio Claro (Veja a matéria aqui!). Ameaçada pelo rebaixamento, a diretoria do Galo Azul resolveu “diminuir” o preços dos ingressos. Mas esta promoção é “faz de conta”. O valor que o clube cobrava pelas entradas era mais cara que a do Santos, líder do Paulistão e com um futebol amplamente superior ao Rio Claro.

Infelizmente vemos tal situação na maioria dos clubes. Nas primeiras rodadas, quando não há risco de rebaixamento, os clubes “enfiam a faca” nos torcedores. O aumento dos ingressos é ainda maior quando se tem um jogo contra os grandes da capital. Mas ao passar da competição, com o time mal e os estádios às moscas, as diretorias esquecem a falta de respeito e se tornam políticos, como aqueles de Brasília.

Neste cenário, os engravatados exaltam o amor a camisa, a tradição do clube, o respeito pelo torcedor... É uma pouca vergonha! Já cansei de dizer aqui, a matemática do futebol é simples. Com preços mais amenos, desde o início do campeonato, o público aumenta e o resultado da receita será o mesmo em relação ao com preços exorbitantes, mas com uma grande diferença: os estádios vão ficar LOTADOS!!! Basta usar a cabeça e ter respeito aos torcedores!!! Simples assim!

Concorda com o blog rbrito? Participe! Opine! Faça parte do www.twitter.com/rbrito1984



 Escrito por rbrito às 14h45 [] [envie esta mensagem] []






Surpresa!

É... eu não esperava pelo naufrágio de um dos grandes no Campeonato Paulista! Mas o Palmeiras já dançou, ainda mais após a derrota, por 2 a 0, neste sábado, para a Ponte Preta, que encerrou um tabu de 29 anos sem vencer o rival no Palestra Itália pelo Estadual. Desde o início do campeonato apostei em Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo como semifinalistas.

Mas o Verdão já está fora da briga e o Santo André, assim como o Santos, já está classificado. Restam duas vagas. Corinthians e São Paulo que se cuidem, ainda mais porque vão se enfrentar na semana que vem. Portuguesa e Botafogo estão de olho nas semifinais.

Arrisco que os semifinalistas, pela ordem, vão ser: Santos, Santo André, Corinthians e São Paulo. Mas, neste sábado, o assunto é o Palmeiras. Realmente a “pipocada” do ano passado ainda mexe com os alviverdes. O clube se desfez de Muricy Ramalho e trouxe a incógnita chamada Antônio Carlos.

Parecia que a paz iria reinar no Palestra Itália, ainda mais após as vitórias nos clássicos contra São Paulo e, principalmente, contra o Santos. Mas nada feito. O Verdão trouxe Lincon e Ewerthon, mas o grande problema do time ainda é a armação. Diego Souza e Cleiton Xavier são dois baitas jogadores, mas não têm substitutos.

Como sempre disse, o Palmeiras tem um bom time, mas ainda falta elenco. Falta banco! Falta jogadores que assumam a responsabilidade quando a dupla Diego-Cleiton está ausente ou em um mau dia. Do jeito que vem jogando, a torcida tem que ficar preocupada com o jogo de volta na Copa do Brasil. Que situação, Palmeiras!

E você, caro torcedor-internauta do Palmeiras, qual é o principal problema do clube? Participe do blog rbrito ou via www.twitter.com/rbrito1984



 Escrito por rbrito às 23h19 [] [envie esta mensagem] []




[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
 





BRASIL, Sudeste, SAO PAULO, Homem, de 26 a 35 anos, Portuguese, Esportes, Livros, música
Outro -





 
 




TWITTER rbrito
Giro da Bola
Meu Time de Botão
É Pênalti
Futebol Interiorano
Vozeria
Only Esportes
TopBlog - VOTE AQUI
 
 

Dê uma nota para meu blog